Skip to main content

Ep.#85 – O dia em que eu saí de casa

Share Button

“O dia em que eu saí de casa…”

Saudações senhoras e senhores! Em com grande prazer (ui) que está começando mais um Toscochanchada Podcast!

Pois é amigos, nesta longa estrada da vida, há um momento em que o pássaro tem que sair do ninho, a onça beber água, o cavalo cagar e andar… A gente tem que sair de casa pra viver a nossa própria vida, andar com os próprios pés, bom… você já entendeu porra!

Neste episódio, Gabi Jaloto, Luan Cazarine (Diário de uma Barba), Lucas Ferreira, Perna e Suelen Nastri, contam sobre a incrível experiência de morar fora de casa, de beber água da torneira, dividir a geladeira com a vizinhança, do romantismo universitário, das repúblicas sujas, do lugar do caralho…

Diário de uma barba – site

Diário de uma barba – Canal no Youtube

Este episódio foi “prateocinado por”:

  • Suelen Nastri
  • Heder Rafael de Souza Anuto
  • Rosenilda Azevedo
  • Anderson Rodrigues
  • Valdares Ferreira do Nascimento Junior
  • Rafael Navarro
  • Marcelo Molina
  • Tulio Augusto Silva Pereira
  • Raphael Marinho Molina
  • Rafaella Silva Paz
  • André Luiz Oliveira Romão
  • Diego Arvin
  • Eder Jacomino
  • Paulo Righi, o Beto Patux
  • Gabriel Assis Erbetta
  • Barbara Alves
  • Franz Niederheitmann

E mais uma caralhada de pessoas legais pra caralho nos apoiam pelo Patreon e Padrim, divulgam nas redes sociais, mostram o podcast pra familia, pro chefe e pra namorada(o)(a)(o)(a)! #Toscoarmybanner_patreon_post

Dúvidas, criticas e sugestões?

Envie um email para email@toscochanchada.com.br, ou pelo formulário de contato.

Siga-nos no Twitter e acesse também nossa página no Facebook.

Toscochanchada

Desgraça pouca é bobagem! O Podcast que traz a conversa de bar para o seu mp3 player. Puxe uma cadeira e fique a vontade! Só não vale sair de fininho na hora de pagar a conta!

  • Corredor Ortográfico

    Esse momento Avaiana de Pau “eu aprendi que” no final foi muito bom.

  • Paulo Libardi

    Olá a todos adorei o cast!!!
    Sobre as coisas fora casa serem diferentes das que você tinha quando ainda morava em seu ninho embrionário, posso deixar uma contribuição.
    Sabe quando você frita bife tudo errado, (com fogo muito alto, pouco ou muito óleo, frigideira desgraçada, etc) e fica aquela baita craca? Meu aquilo simplesmente não sai. Parece que se funde ao metal da frigideira…
    Desde pequeno sempre vi minha mãe descendo o braço naquilo, esfregando com bucha ou palha de aço por um tempão até ficar limpinho. Dava o maior trabalhão. Fiz muito isso igualzinho a minha mãe pois não conhecia outro jeito. Simplesmente odiava em razão do baita trabalho que dava.
    Já fora de casa, quando eu vi um colega meu pegar uma frigideira nesta situação, colocar dentro dela meio copo de água com um pouco de detergente, colocar de volta no fogão, ligar o fogo e esperar um ou dois minutinhos até que a craca se dissolvesse quase que num passe de mágica me senti um hebreu vendo Moisés abrindo o mar e conduzindo o povo rumo a libertação!
    Hoje é claro aprendi que basta abaixar a droga do fogo ou colocar cebolas para finalizar o bife evitam essa craca maligna, mas se acontecer fica aí a dica! Abrações!

    • Suelen

      Por isso é o Paulo que cozinha e não eu.

    • Gabi Jaloto

      Acho que na cozinha é onde mais se aprende a fazer diferente da mãe e do pai.

  • FelipeSarinh

    Nossa minha vida de universitario foi tão simples, o povo tudo se acabando nas droga e nas bebida enquanto eu so me preocupava em ir pra casa e passar nas disciplinas… tanto que to quase terminando e eles não :v

    • Vinicius Fortuna

      Espero que vc tenha sido feliz e que tenha várias boas histórias pra contar… eles foram, eles tem.

      • FelipeSarinh

        com toda certeza eles tem, equanto chegarei pros filhos e netos e direi, na minha epoca de faculdade… eu fui blocado e só

    • Gabi Jaloto

      Eu fiz as duas coisas… hahahahahahah

  • IcaroBrendel

    Parabens para quem colocou a Gabi com o vivs no colo, ta lindo.

    • Vinicius Fortuna

      Essa arte ai é fo Alemão, ficou foda mesmo.

    • Gabi Jaloto

      hahahahaha Vai entrar pro meu álbum de família.

  • Jorge André

    comecei a morar sozinho em fevereiro pra fazer faculdade e agora divido apartamento, é sempre bom ouvir e compartilhar essas histórias
    É difícil sim, mas como a Gabi falou, é quando você realmente começa a viver a sua vida!